Especialidades gastronómicas internacionais

Estamos a planear uma viagem a Londres.
O Peter Pan decidiu tratar do percurso entre as coisas que queremos ver e fazer. Não que tenha sido ele a propor fazer isso, eu é que lhe disse que tinha de fazer alguma coisa desta vez. Planear dá trabalho, e ele é melhor que eu em encontrar caminhos e localizações e essas coisas. Então pronto, lá lhe saiu um forçado: “ok, eu faço”.

Em vez de se focar na única coisa que lhe tinha sido destinada fazer, foi-se pôr a ler um guia básico para turistas com palavras em inglês de dia a dia, e traços culturais de educação. Devia achar que por estar a demorar muito tempo e a fazer palhaçadas, às tantas eu lá lhe diria num tom aborrecido, que tratava eu do assunto.

Encontrou pratos locais que eram referidos como obrigatórios de se experimentar. Decidiu recitá-los um a um, para se certificar de que eu não fazia nada e muito menos ele. Para garantir que me ia irritando aos poucos, até desistir de lhe pedir para fazer mais coisas.

Lá foi lendo: “fish and chips, …” e eu continuei a ouvir mas tratando de outras coisas que também tinha para fazer, não me ia render.
E por fim leu: “Yorkshire pudding” e olhámos imediatamente um para o outro, a fazer caretas.
Ainda lhe perguntei:
– Será que é bom?
Ao que ele me responde enojado e perplexo:
– Achas!? Pudim com sabor a cão!?

Ele desmanchou-se em gargalhadas enquanto eu abanava a cabeça. Quando acho que já não há mais nada que ele possa dizer que me impressione, acabo sempre por me enganar.
Este homem há de dar comigo em doida.

3 comentários sobre “Especialidades gastronómicas internacionais

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s