The Ritual of Advent #dia4

Já estamos no quarto dia.
Uma coisa tenho de mencionar: as prendas estão tão bem metidas no raio do calendário que até preciso de ir buscar utensílios para os tirar.
Vi um boião azulado mas não conseguia perceber o que que era. Tive de usar tudo o que tinha a mão para resgatar a minha tão ansiada prenda daquele buraco. Tentei uma caneta, o cartão do trabalho, um x-acto e nada. Raios parta o boião que até tive de ir recrutar o Peter Pan para fazer aquele mísero trabalho.

A prenda do quarto dia (tirada a ferros) foi um esfoliante corporal. The Ritual of Hammam apresenta-nos o Sea Salt Hot Scrub com gengibre quente e eucalipto.

Eu já tinha ouvido falar de massagem Hammam, muito popular e conhecida pela sua esfoliação. E achei muito interessante que tenham feito uma linha a pensar nisso. Tentando traduzir o que eles escrevem sobre os rituais Hammam, é um dos rituais de limpeza tradicional mais velhos do mundo.

Posso dizer que este era dos produtos que tinha muita expectativa e não foi nada por aí além. Estou aqui para ser honesta.
A Rituals destaca esse seu ‘warming ginger’ e como falamos de um scrub em sal, pensei que essa fosse a conjunção perfeita entre um bom esfoliante corporal e o calor do gengibre. Bom, não foi bem assim.
Anteriormente eu já tinha experimentado o esfoliante da Origins com o nome de Warm Down que a marca apresenta como um scrub de lava e menta, que depois do contacto com a água aquece (e que de facto aquece mesmo), e tem um efeito relaxante e purificante dos músculos e da pele.

Comparando esses dois produtos, o da Rituals deixa muito a desejar. Mesmo que não tivesse experimentado o esfoliante da Origins antes, o Sea Salt Hot Scrub deixa muito a desejar em termos de efeito quente, porque nem o efeito nem a fragância são quentes.

Ainda assim, este body scrub é feito com sal e não açúcar, e tem o efeito perfeito de suavidade da pele que eu gosto. Quem procura um esfoliante mais activo, mais intenso o melhor efeito vai ser conseguido através do uso de um esfoliante de sal e não de açúcar.

A fragrância ainda assim é agradável, mesmo que gengibre seja uma coisa que não gosto, torna o cheiro do eucalipto mais equilibrado e não tão intenso. Um cheirinho balançado e perfeito para ser usado como um produto unisexo.

Produto aprovado, mas sem atingir as expectativas esperadas.

scrub

 

 

 

Um comentário sobre “The Ritual of Advent #dia4

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s